Co-fundador do WhatsApp recomenda o abandono do Facebook

Brian Acton - Fonte: Reuters
Brian Acton - Fonte: Reuters

Devido à polémica relacionada com as numerosas críticas e conflitos provenientes do Facebook, o co-fundador da rede social de mensagens instantâneas – WhatsApp – apela aos seus seguidores para eliminarem as suas contas da rede social de Mark Zuckerberg.

Brian Acton partilhou uma mensagem de apelo, na rede social Twitter, onde escrevia “It is time. #deletefacebook”. Assim esta grande figura pública junta-se ao movimento pelo abandono da rede social Facebook.

Este tem origem na polémica anunciada pelos jornais americanos “The New York Times” e britânico “The Observer”, no passado fim de semana.

Afinal, o Facebook autorizou a Cambridge Analytica de aceder os dados pessoais de milhões dos seus utilizadores. Esta anomalia teve como propósito influenciar a opinião pública na anterior eleição presidencial dos EUA.

No entanto, o uso indevido dos dados violam as diretrizes e termos do Facebook, o  que acabou por gerar um enorme escândalo. Consequentemente originou uma grande queda no valor das ações do Facebook.

Este tema levanta questões pertinentes, visto que aparentemente não foram quebradas leis nenhumas. Contudo, através destas informações foi possível influenciar a eleição presidencial de um dos países mais influentes no mundo.

Relembramos que em 2014, o WhatsApp foi vendido ao Facebook por 16 mil milhões de dólares. Atualmente é considerada uma das maiores redes sociais com direta concorrência com o Facebook Messenger, Telegram, bem como o Instagram e Snapchat.

Qual a tua opinião acerca deste polémico assunto?

Não te esqueças de a deixar na área de comentários!

 

E já que falamos sobre isto… sabias que o DBaP possui uma página no Google +?

Via: Gsmarena e Windows Central

Sobre Mariana Garcia 91 artigos
Estudante de mestrado em Gestão das Organizações e bastante curiosa pela intelectualidade e pela tecnologia.